Dia Mundial de Prevenção do Suicídio

Seção: De olho na notícia
Artigo: Dia Mundial de Prevenção do Suicídio
Autor: Comissão Nacional de Divulgação
Posto: Comissão Nacional de Divulgação
1178/08/09/2010

As informações que seguem merecem de todo o voluntariado ceveviano uma detida reflexão que vamos encontrar no site do jornalista e voluntário especialista do CVV André Trigueiro (http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/andre-trigueiro/ANDRE-TRIGUEIRO.htm).

Uma pesquisa do núcleo de epidemiologia psiquiátrica da Universidade de São Paulo (USP) concluiu que 9,5% da população urbana brasileira já tiveram pensamentos suicidas e 3,1% tentaram tirar a própria vida. O resultado foi apresentado às vésperas do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, lembrado anualmente no dia 10 de setembro. Diversos postos do CVV fizeram palestras e atividades públicas para lembrar a data e levar à sociedade esse grave problema de saúde pública. O Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul são os estados com maior índice de suicídio no país. O CVV atua em quase todos os estados brasileiros, oferecendo apoio emocional. Os voluntários têm o papel de conversar com todos os que buscam apoio, sem direcionar caminhos para os problemas vivenciados, ficando à disposição para compartilhar as situações diversas experimentadas por quem o procura. O CVV entende que a ação de acolher e compreender tem um papel especial para que a pessoa consiga refletir e buscar seus próprios caminhos e escolhas.

Embora não haja um estudo oficial, constata-se que o aumento da procura por atendimentos deve-se ao fato de muitos estarem cada vez mais cercados de pessoas, mas, ao mesmo tempo, sentindo-se sozinhos. De 2005 a 2009, a instituição recebeu mais de um milhão de contatos por ano.

O Ministério da Saúde (MS) trata o suicídio como caso de saúde pública e recentemente reconheceu o CVV como a única entidade do terceiro setor, no Brasil, que faz o trabalho de prevenção de suicídio e valorização da vida. Isso demonstra a validade do trabalho da entidade, durante os mais de 48 anos de atuação, e aumenta a sua credibilidade junto ao público.

De acordo com a pesquisa divulgada pela USP, de 1987 a 2007, a taxa anual de suicídios no Brasil aumentou 36%, pulando de 3,44 por 100 mil habitantes para 4,68. Esses dados são mais que suficientes para que haja o empenho a fim de que se iniciem o trabalho de abertura de novos postos CVV e Samaritanos em todo o país.

Prestes a completar 50 anos, em março de 2012, o CVV conta com aproximadamente 2.000 voluntários em 39 postos distribuídos pelo Brasil, e oferece apoio emocional 24h por dia através do telefone número 141. O apoio pode ser feito pessoalmente, por telefone, carta, e-mail e via internet, no portal www.cvv.org.br.

Comissão Nacional de Divulgação
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

Qual a sua situação?